Estamos no século XXI, a famosa era digital, tecnologia, conhecimentos, compras, muitas facilidades na palma da sua mão, tudo no nosso alcance ou melhor dizendo, ao alcance dos nossos clientes.

Escrevendo este texto veio à mente as pharmácias do começo das décadas de 40 em diante, imaginem! Vou descrever uma para vocês entenderem onde quero chegar. 

A mobília de madeira na cor escura, algumas de imbuia.  com detalhes esculpidos e algumas com o símbolo da pharmácia no centro ou uma imagem do protetor do estabelecimento que arremetia ao nome escolhido pelo proprietário, e o mais engraçado pode pegar algumas fotos no site de procura na internet elas não tinha espaço para o atendimento aos  clientes, muitas já ficavam com o balcão quase que na saída, o espaço era usado para o pharmacêutico montar seu laboratório de manipulação e trabalhar, tinha uma balança grande com detalhes e luzes verde dentro delas para deixar os números lindos e chamar atenção dos clientes.

Aí eu te provoco.

Qual a estratégia você que  é dono ou gestor de farmácia está fazendo para seu cliente chegar até à sua farmácia tanto física quanto digital?. 

Pensem bem, os concorrentes mudaram, aumentaram, não são mais aqueles que estão na sua esquina, ou no seu bairro ou na sua cidade, e sim dentro do celular à espera de um clique, estamos vivendo um novo normal, clientes estão em casa e eles agora querem mais do que nunca comodidade e sabem usar todos os tipos de aplicativos de compra. 

Será que podemos encantar um cliente na loja física, para que ele volte?

Será que somente o preço basta para cativar um cliente? 

Respondendo as perguntas, sim podemos encantar o cliente.

Como são as drogarias de hoje?

Luzes na coloração certa, gôndolas estrategicamente colocadas, prateleiras e um infinito mix de produtos, algumas drogarias seguem tendências,  parecendo pequenos shopping. 

E para fazer este ambiente agradável e diferenciado não é de qualquer jeito, existe uma ciência, onde envolve muitos estudos, o famoso é o BRICK da farmácia, e o que seria o BRICK?  nada mais é que uma análise de um conjunto de CEPs para uma avaliação regional das farmácias que ali atuam.

Essas informações é extremamente específica e possibilita entender muito bem o mercado da região, e juntando este estudo à outros sabemos até por onde vai entrar seu cliente ou shopper na loja por quais gôndolas eles vão passar até chegar no caixa pagar e sair,

Só que a sacada neste percurso é deixar tudo que aguce a vontade de gastar, que ative os sentidos dos clientes e tenham a melhor experiência possível dentro do seu estabelecimento e querendo voltar depois, por que ele viu que na sua loja tem o que ele precisa, mesmo que ele não gaste naquele dia, mais ele voltará para futuras compras.

Autor:

Dr. Fabio Leonardo Mora

CRF-SP 39.747

Compartilhar:
Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais por Dr. Fabio Leonardo Mora
Carregar mais em Farmácia e drogaria

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verifique também

Vocês são shoppers ou consumidores?

E agora como distinguir quem esta dentro da sua farmácia?. Estamos perdidos? Para escrever…